Trading esportivo é muito arriscado?

Uma forma de investimento que vem fazendo muito sucesso e atraindo cada vez mais pessoas é o trading esportivo. Para quem ainda não conhece, o Trading esportivo é uma forma de investir nos seu esporte favorito, através de apostas realizadas para tentar acertar o resultado de diversas partidas. Com isso, cada vez mais nós temos a possibilidade de unir aquilo que gostamos com uma estratégia sólida para investir e ganhar muito dinheiro com isso. Para realizar isso, entretanto, seria bom que você comprasse, antes de mais nada, um bom curso trader esportivo. Eu vou explicar o porque dessa necessidade.

Primeiramente, existe a questão de que, embora o Trading esportivo, para quem nunca ouviu falar nele antes, possa passar a impressão de que é somente diversão, a realidade é que ele é uma forma de investimento como qualquer outra, e se você não tomar os mesmos cuidados que tomaria com outros tipos de investimento pode acabar experimentando as mesmas perdas financeiras.

Curso trader esportivo

Com a possibilidade de poder investir naquilo que você gosta, é necessário sempre ter em mente e se lembrar que antes de tudo existem riscos envolvidos e se você não aprender como lidar com esses riscos então se tornará cada vez mais difícil ser bem sucedido como trader esportivo. Muitos que começam nesse meio acabam alimentando a ideia errônea de que o fato de gostarem muito do que estão fazendo, de alguma forma lhes irá garantir o sucesso. Grande erro. Na verdade, muitas vezes é por gostar de investir naquele esporte que você pode acabar tendo uma espécie de confusão mental e, com isso, não saber mais o que você está querendo através daquele investimento: Obter retornos ou simplesmente conseguir um momento de euforia com aquilo.

É sempre bom tomar esse cuidado e fazer uma análise prévia bem cuidadosa para decidir o que você pensa em obter com a prática do Trading esportivo. Isso certamente irá lhe poupar de muitas dores de cabeça mais para a frente.

 

Investir no tesouro direto: Sim ou não?

A atual crise econômica brasileira fez com que, dentre inúmeras outras coisas, muitas pessoas parassem de investir, com medo das possíveis perdas financeiras a ocorrer em um período econômico tão turbulento. Entretanto, agora que parece haver alguma esperança de melhoria na economia com a troca de governo, pode-se verificar que mais e mais pessoas voltam a pensar em investir seu dinheiro. Em muitas vezes, o investimento mais pensado é a bolsa de valores, porém algo que deve-se sempre notar é que existem muitas outras formas de investimento que a maior parte das pessoas pensa.

Uma forma desse tipo de investimento que não é muito pensado é o investimento no tesouro direto. Você pode nunca ter pensado nessa forma de investimento antes, mas a realidade é que aprender como investir no tesouro direto é uma das coisas mais interessantes para você que quer multiplicar o seu patrimônio de maneira rápida e eficaz. Assim, a principal coisa que eu te recomendo fazer é poder investir no tesouro direto com segurança, pois essa é uma forma de investimento que te permite fazer seu patrimônio crescer de modo constante e a um risco consideravelmente baixo, desde que você saiba exatamente aquilo que esta fazendo.

Como investir no tesouro direto

Uma das coisas que sempre é possível conseguir investindo da maneira correta é rentabilidade. No caso do tesouro direto algumas coisas serão diferentes, como por exemplo a questão de ter o timing correto para escolher onde aplicar e de que modo aplicar o dinheiro da maneira mais correta. A pior coisa possível que pode ocorrer é você não conseguir obter os sues rendimentos da jeito mais eficaz possível, o que não significa que não será possível conseguir excelentes rendimentos e com isso.

 

[Top]

Não pague tão caro por seus produtos favoritos!

Uma das reclamações mais comuns de se ouvir de qualquer tipo de pessoa é com relação ao preço das coisas que compram constantemente. Quando se trata então de produtos que já são naturalmente caros, como os produtos integrantes de enxovais de bebê naturalmente são, então as reclamações são ainda maiores. Por isso mesmo eu quero começar a falar aqui sobre um método que eu venho usando constantemente para conseguir comprar esse tipo de produto por um preço muito mais baixo do que você pode encontrar por aí. Esse método eu venho aprendendo com a Heloise Miotto, através do curso Cegonha importadora, que inclusive eu já falei aqui no Blog antes, e se você quiser pode ter acesso a esse curso também, basta que você clique aqui.

Cegonha importadora importar

A primeira coisa que você precisa saber é que importar os produtos que você deseja utilizar sempre sai mais barato do que comprar eles aqui mesmo, desde que você saiba o que esta fazendo. A razão para isso é bastante simples: No final das contas você irá estar comprando o produto de alguém que já importou ele mesmo se comprar por aqui mesmo, com a diferença que ainda estará pagando a margem de lucro do vendedor. Por outro lado, se aprender a importar do modo como é ensinado no curso cegonha importadora, terá a possibilidade de economizar muito dinheiro, pois não só não terá que pagar a margem de lucro dos vendedores como muitas vezes ainda pode se livrar de ter que pagar os caríssimos impostos de importação. Assim, você só tem a ganhar aprendendo a importar de modo correto.

Se você esta interessado no curso eu sugiro que faça como eu e dê uma olhada melhor para decidir adquiri-lo ou não. Este é um curso que pode apresentar grande vantagens sem ser excessivamente caro.

 

[Top]

Abrindo seu negócio de importação – Parte 2

Como já falamos no artigo anterior, temos várias opções para abrir um negócio de importação lucrativo e que possa ser escalonado para um grande negócio de importação a longo prazo, sendo tudo uma questão de decidir com base nas opções disponíveis aquilo que mais te agrada. Como já estavamos falando há o academia do importador caso você se interesse mais por roupas de marca e queira aprender na prática como fazer para importar roupas caras por apenas um terço do preço original pago por aqui. Entretanto, muitas pessoas irão preferir importar mesmo produtos da China, e para essas pessoas eu acho que um excelente curso é o Importador 360. Esse curso foi criado pelo Caio Ferreira que, para quem não sabe, foi um dos pioneiros no ramo de importação da China para revenda no Brasil. Com o conhecimento adquirido através de anos importando da China para revenda no Brasil o Caio criou não somente um grande negócio de revenda de produtos importados de modo totalmente online e digital, como também se tornou um dos maiores especialistas quando o assunto é importação. Por isso mesmo é requisitado para realizar diversas palestras nos mais diversos lugares.

No curso Fórmula da importação, o Caio teve o objetivo de realizar um conjunto de vídeo aulas que tornasse extremamente fácil para qualquer um que quisesse aprender a como importar da China. Como o próprio nome já diz, o importador 360 é um produto que busca analisar o mercado da importação de produtos sob diversos ângulos diferentes, sempre considerando o que pode ser melhor para você importar para revender que, como eu já disse no post anterior, vai variar de pessoa para pessoa, pois cada um tem as suas habilidades e as diferenças entre si, e isso precisa ser sempre pensado na hora de realizar algo a mais.

importador 360

É por isso mesmo que eu considero que antes de tomar qualquer decisão sobre que área da importação se especializar você deve conhecer todos os curso possíveis de importação e pensar naquela que se adequa mais ao seu perfil. Um outro curso interessante é o cegonha importadora, que é um pouco diferente dos cursos já falados até aqui e eu vou explicar o porque.

O cegonha importadora tem um foco bastante específico: mães que acabaram de ter seus bebês e querem escapar dos altíssimos preços de produtos integrantes do enxoval sem que, para isso, ter que abrir mão da qualidade dos produtos que serão utilizados por seus bebês. Essa é uma questão que muitos devem considerar estranha a importação, mas a realidade é que, sabendo importar, você pode aplicar esse conhecimento de diversas maneiras possíveis, incluindo não precisar pagar caro por esses produtos. Desse modo, pode ser interessante conseguir as coisas de outra maneira, que sabe importando? Agora, com já dito, em tudo há um conhecimento específico a ser aplicado, sem o qual não é possível obter os resultados almejados. Por isso eu recomendo que invista em um bom curso para importação sem tentar arriscar tentando aprender sozinho e depois de algum tempo acabar se dando conta de que, na verdade, só conseguiu perder mais tempo e ainda mais dinheiro e que teria tudo sido muito mais fácil se tivesse simplesmente seguido o curso.

 

 

[Top]

Como começar seu negócio de importação

Um desejo extremamente comum na maioria das pessoas é ser dono ou dona de seu próprio negócio e poder ter liberdade e conforto financeiro para viver a sua própria vida da maneira que quiser. Chegar a esse objetivo de maneira bem sucedida, entretanto, não é nada fácil e requer um grau de planejamento, execução e esforço que poucos são capazes de investir e é exatamente por isso que muitos desistem no meio do caminho. Porém, se há alguém para lhe guiar antes que você tome decisões por conta própria que podem muitas vezes se mostrarem extremamente imprudentes a longo prazo, então tudo irá parecer muito mais fácil em pouco tempo. É exatamente sobre isso que eu quero falar nesse artigo de hoje, como encontrar a informação que você precisa para abrir o seu negócio de importação e que pode te tornar um empresário de sucesso do ramo da importação.

Primeiro precisamos decidir de qual tipo de país importar, e nesse ponto o campeão disparado é a China e de fato cada vez mais pessoas aprendem como importar da China e iniciam  seu próprio negócio de importação de produtos para revenda, entretanto a China certamente não é a única opção e existem muitos outros caminhos que você pode seguir para ser bem sucedido no mundo da importação. É tudo uma questão de você saber o que se adapta ao seu perfil. Uma das grandes vantagens de se importar diretamente da China em comparação com outros locais que você poderá escolher é a maior flexibilidade que você irá ter na hora de conseguir um preço barato. Na realidade, como todos sabem, as coisas que vem da China já costumam ser muito baratas, entretanto, a partir do momento que você se familiarizar com o mercado e conseguir construir os contatos certos, será capaz de obter preços ainda menores, aumentando em larga escala a economia que você consegue realizar.

como importar da China

Apesar de todas essas grandes vantagens a China não é a única opção e existem muitos outros caminhos lucrativos a serem seguidos, e é tudo uma questão de saber exatamente o que se adapta melhor ao seu perfil e como você pode conseguir otimizar os resultados produzidos. Para muitas pessoas, por exemplo, importar réplicas da China é motivo de grande preocupação e é exatamente o motivo pelo qual não querem fazer a importação da China, porém não precisa ser necessariamente assim com a importação. Primeiro porque apesar de réplicas muitas destas tem alta qualidade, o que significa que você não estará oferecendo aos seus clientes produtos de segunda mão e sem qualidade. Em segundo lugar, há que se considerar a importação de outros países, e existem muitos cursos que podem te ensinar sobre importação nos seus mais diversos aspectos, bastando que para isso você aplique o conhecimento exposto neles na prática, sem criar desculpas, como muitos fazem apenas para poder dizer que não funciona depois.

Por falar nesses cursos, um dos que eu acho mais interessante até o momento é o Academia do importador, um curso criado pelo Felipe Ribeiro que tem como foco ensinar a pessoas comuns, que na imensa maioria das vezes nunca tiveram qualquer experiência anterior com importação, a como importar roupas de marca por um preço que muitas vezes pode chegar a ser até 60% mais barato do que o que é encontrado por aqui. Por isso mesmo, eu o considero um bom curso, devido a ser focado em pessoas que não sabem nada de importação ainda, o que permite a qualquer um que queira ser dono do seu próprio negócio a abri-lo.

 

[Top]

Para que memorizar?

Existem certas pessoas que dizem que memorizar é a característica mais importante e é o sinônimo claro de inteligência, isto é quem memoriza melhor é mais inteligente do que os outros, mas isso não é verdade e acredito que a grande maioria das pessoas vá concordar com meus argumentos. Mas antes de começar tenho que deixar claro aqui que realmente a característica da memorização é realmente supervalorizada em nosso país e também no mundo todo, já que o modelo de ensino arcaico valoriza as pessoas que conseguem ir bem nas provas escritas o que significa que vai bem aquele que decora uma grande quantidade de conteúdo ou aquele que consegue colar que quem decorou o conteúdo. Claro que outras características como leitura, interpretação e dicção também são muito importantes para prova, mas estas de fato não são tão importantes como a decoreba do be a ba, coisa que acontece desde a tabuada, quando somos obrigados a decora-la… Sendo que qualquer calculadora faria um papel melhor.

como-passar-em-concursos

como passar em concursos

Curso-do-Renato-Alves-memorizacaoMas vamos ver onde isso acontece, hoje o concursos públicos e provas para vestibular como ENEM que não deixa de ser também um concurso publico, já que é feito totalmente pelo MEC são exemplo de como a arte de memorizar vai fazer com que você seja aprovado. Mas realmente é isso que você quer? Se você realmente só quer ser aprovado e não quer pensar fora da caixa, então tudo bem, vou deixar aqui dicas quentes de como ser o melhor memorizador que você e sua família conhecerão. Mas se não, pule esse paragrafo e já vá para conclusão que vou ensinar você a pensar fora da caixa. O maior memorizador brasileiro existente hoje é o Renato Alves, e é incrível como ele consegue fazer isso, mesmo sendo especialista em memorização, ele consegue também possuir outras habilidades fundamentais para quem quer estudar para as provas que vão surgindo na vida. Pense você que ele é o recordista de memória do brasil, o cara é um crânio no quesito de memorizar e melhor ainda para você, ele ensina na internet como aprender técnicas de memorização! Isso que dizer que agora mesmo você pode começar a aprender.

Agora um exemplo claro de que memorizar não é suficiente para os obstáculos que a vida põe em nós… Como você pode saber, o CPC – código do processo civil ele é gigantesco e fundamental para a vida do advogado, mas por 2 motivos simples, ele não deve ser simplesmente decorado. Primeiro porque ele possui diversas interpretações diferentes e segundo porque ele é constantemente atualizado, na verdade ele foi atualizado pelo menos umas 3 vezes nos últimos cinco anos. Então imagine você que queira estudar o CPC, deve procurar na verdade o código de processo civil comentado. Procure você também e seja feliz, pare de decorar e comece a pensar mais fora da caixa.

[Top]

Devemos mesmo discutir sobre religião?

Independentemente de suas crenças pessoais, creio que a maioria que me lê nesse momento irá concordar com uma coisa: discutir sobre religião quase sempre leva apenas a brigas e desentendimentos sem qualquer coisa positiva para nenhum dos dois lados. Isso acontece na maioria das vezes porque muitas pessoas que tem uma religião acreditam que a sua fé, a sua crença, é a única que pode estar certa e quando você colocar duas ou mais pessoas desse tipo de lados opostos o resultado não pode ser nenhum outro além de brigas e mais brigas. É por isso mesmo que eu penso que todos nós devemos nos conter ao máximo para não nos envolvermos nesse tipo de discussão que não irá levar a lugar nenhum e muitas vezes trará apenas resultados catastróficos como amizades destruídas, brigas entre familiares, enfim, coisas extremamente negativas que com certeza nenhuma pessoa deseja para si mesma ou para sua vida.

caio fabio

Por acreditar que não devemos ser radicais e extremamente religiosos, eu tendo a concordar com o Caio fabio. Considero que o ponto de vista defendido por ele é bastante razoável na medida em que se baseia em evitar a religiosidade excessiva e se concentrar em desenvolver a sua espiritualidade o máximo possível no lugar disso.

Desenvolver a sua espiritualidade e a sua consciência espiritual deveria ser a sua prioridade, ao invés de simplesmente seguir regras religiosas. Eu sei que muitos podem estar estranhando porque sempre acreditaram que estavam no caminho certo seguindo os dogmas de sua religião, mas o que eu estou dizendo não é algo que necessariamente se contraponha a isso, bastando apenas que você se esforce para conseguir ter uma mente mais aberta e possa enxergar o outro lado. Somente desse modo eu creio que será possível que você possa entender melhor a sua própria religião sem se tornar alguém intolerante com quem possua uma crença essencialmente distinta da sua. Pense mais sobre isso.

[Top]